Sindicato diz que Metrô aceita proposta e chances de greve perdem força em SP

Acordo será levado para a assembleia dos metroviários, marcada para as 18h30 desta terça-feira

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2012 | 15h14

Atualizado às 16h10

O Metrô e o Sindicato dos Metroviários chegaram a um acordo que pode encerrar as chances de ocorrer a greve programada para esta quarta-feira, 29 A proposta será levada para a assembleia dos metroviários, marcada para as 18h30 desta terça-feira, 28.

O Sindicato dos Metroviários informou que, em reunião ocorrida ao meio-dia desta terça-feira (28),o Metrô aceitou a contraproposta feita ontem pelos metroviários sobre o pagamento da Participação dos Lucros e Resultados (PLR) referentes ao ano passado. Foi acertado um piso mínimo de R$ 3.900 para pagamento ou o repasse de uma parcela fixa mais um percentual de 40% sobre o salário de cada funcionário (o que for maior). O Metrô confirmou a proposta.

O sindicato ameaçava paralisar o Metrô há três semanas, por conta do impasse no pagamento da PLR. Um dos itens que garantia o pagamento integral do benefício, relacionado com a satisfação dos usuários sobre o serviço, não havia sido atingido, o que motivou o início da negociação. Os sindicalistas alegavam que o quesito não tinha relação com o serviço desenvolvido pelos metroviários, mas sim com a lotação no sistema, que seria resultado de anos de falta de investimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
grevemetrôSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.