DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Sindicato descarta paralisação do metrô de São Paulo nesta quarta

Assembleia dos metroviários rejeitou proposta que implicaria na paralisação do serviço nesta quarta, mas categoria voltará a se reunir na próxima semana

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de março de 2020 | 21h13

SÃO PAULO - A assembleia do Sindicato dos Metroviários de São Paulo rejeitou a proposta de paralisação que poderia ocorrer nesta quarta-feira, 4, e afetaria a prestação do serviço na rede da capital paulista. A categoria voltará a se reunir na próxima segunda-feira, 9, para discutir uma possível paralisação na terça-feira, 10. Entre outras reivindicações, os metroviários cobram o pagamento referente à participação nos resultados (PR).

Ocorreu durante a tarde no Tribunal Regional do Trabalho uma audiência entre a Companhia do Metropolitano e integrantes do sindicato. A Justiça do Trabalho informou ter proposto uma cláusula de paz até a realização de uma audiência no dia 16 de março. "As duas partes não entraram em um acordo com relação aos pontos discutidos: não-pagamentos de participação nos resultados com base em uma liminar do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e a retirada do pagamento da periculosidade dos trabalhadores de áreas que cuidam de pintura e escadas rolantes", apontou nota do tribunal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.