Sindicato ameaça ir à OIT contra União e aéreas em meio à decisão de reajuste

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) vai entrar com uma representação na Organização Internacional do Trabalho (OIT) contra a União, o Judiciário, as empresas aéreas e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por causa de falhas no sistema aéreo, informou a presidente da entidade, Selma Balbino.

, O Estado de S.Paulo

21 Janeiro 2011 | 00h00

As empresas são acusadas de irregularidades trabalhistas e a Anac, de omissão. A reclamação sobre o Judiciário é motivada por uma liminar que limitou o direito de greve às vésperas do Natal. Hoje, o SNA e o sindicato dos aeronautas devem assinar acordo de reajuste salarial com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias. O aumento real será de cerca de 2,5%. A expectativa é que o reajuste seja de 8,75% em geral e 10% para o piso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.