Tribunal de Justiça Militar/Divulgação
Tribunal de Justiça Militar/Divulgação

Silvio Oyama é eleito presidente do Tribunal de Justiça Militar

Juiz recebeu votação unânime de todos os seis magistrados e terá mandato de dois anos; ele foi promotor e procurador por 25 anos

Alexandre Hisayasu, O Estado de S. Paulo

27 Novembro 2015 | 11h57

SÃO PAULO - O juiz Silvio Hiroshi Oyama foi eleito o novo presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP). Ele recebeu votação unânime de todos os seis magistrados que compõem o tribunal, em 10 de novembro.  

Oyama entrou no TJM em março do ano passado nomeado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para ocupar uma vaga reservada ao Ministério Público. O magistrado foi promotor e também procurador de Justiça por 25 anos.

O TJM ganhou destaque na imprensa durante as investigações sobre a maior chacina da história do Estado, que deixou 19 mortos e 5 feridos, em Osasco e Barueri, em agosto. Juízes do tribunal determinaram a prisão dos oito suspeitos até agora. Sete são PMs e um é guarda civil.

Oyama assume o cargo em janeiro e terá dois anos de mandato. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.