Rene Moreira/Estadão
Rene Moreira/Estadão

Shows reforçam verba de hospital em Barretos

Referência no tratamento de câncer, instituição no interior paulista recebe do SUS pouco mais dametade do que gasta

RENE MOREIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO , BARRETOS, O Estado de S.Paulo

27 Julho 2014 | 02h03

Referência no Brasil e reconhecido no mundo, o Hospital do Câncer de Barretos sofre com os repasses reduzidos do governo federal. A instituição tem custo mensal de R$ 23 milhões, mas recebe do SUS apenas R$ 14,5 milhões. Hoje, a dívida ultrapassa R$ 60 milhões e o déficit mensal fica em R$ 5 milhões ao mês, não sendo maior porque verbas federais, doações e campanhas ajudam no balanço. Só de doações, são cerca de R$ 30 milhões por ano, valor que varia, porém.

Nesse contexto, a participação de artistas, que constantemente fazem shows com renda voltada ao hospital, é essencial. Não por acaso, os pavilhões da instituição têm nomes como Xuxa Meneghel, Sérgio Reis, Gugu Liberato e Rionegro e Solimões.

O hospital atende diariamente 4,2 mil pessoas de todo o País e realiza 800 cirurgias/mês. Além de Barretos, tem unidades de prevenção e tratamento em Jales (SP), Porto Velho (RO), Juazeiro (BA), Campo Grande (MS) e Fernandópolis (SP). Todos os pacientes são tratados gratuitamente e 100% via SUS.

O Hospital do Câncer de Barretos fechou 2013 com 620.849 atendimentos a 107.944 pacientes de todo o País. Entre as doações, as maiores vêm de shows artísticos que têm o apoio de cantores e organizadores de eventos. Só da Festa do Peão de Barretos vêm cerca de R$ 5 milhões por ano. Além disso, qualquer pessoa pode fazer doações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.