Show de grosserias da TAP

CONEXÃO DE VOO - PROBLEMAS E ESTRESSE

O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2011 | 03h03

Reclamo do péssimo atendimento da TAP referente às conexões de voos no Aeroporto de Lisboa. No dia 30/8, após um atraso de 1h30 na saída de Guarulhos, boa parte dos passageiros do voo TAP 196 perdeu suas conexões para outras cidades europeias. Além disso, os funcionários proporcionaram um show de grosseria, incompetência e total falta de respeito aos passageiros. Como um único funcionário estava operando, isso gerou um aglomerado de pessoas e uma espera de 3 horas para o embarque, causando estresse e muita impaciência por parte dos passageiros. Ou seja, a conexão para Madri que era às 9 horas passou para as 18 horas.

RUBENS HUNGRIA LARA /ARAÇOIABA DA SERRA

A TAP Portugal lamenta o ocorrido e informa que ocasionalmente tais situações podem ocorrer, o que não está de acordo com os desejos da TAP. Infelizmente, houve um atraso de 20 minutos na chegada do avião e de mais 20 minutos por causa da alta temperatura, 36 C°. Esse fator limitou o voo, ocasionando recálculo de peso da decolagem e do plano de voo pela pista menor, já que a pista maior estava fechada para obras. O voo sofreu ainda um desvio de rota por causa da formação de um furacão na altura do Cabo Verde. A companhia conta com a compreensão do cliente.

O leitor analisa: Houve uma atraso grande no voo, não houve comunicação interna na TAP e muitos passageiros foram prejudicados pela incompetência da companhia aérea. Outro fato foi o tratamento extremamente grosseiro recebido pelos passageiros. Retorno ao Brasil em 15 dias pela mesma rota e companhia aérea e espero que os problemas não se repitam.

ESTORNO DEMORADO

Mais constrangimento

Fiz seguro na Caixa Econômica Federal (CEF) no valor de R$ 2.070 com um financiamento de imóvel e, em 29/7, encerrei a minha conta. Em seguida, recebi um aviso de que o seguro fora recusado e que o dinheiro seria depositado nessa conta. Informei o número de minha conta no Banco do Brasil, mas, como a quantia não foi devolvida, fui a uma agência da CEF e fui barrado na porta giratória. Não havia lugar no guarda volumes para eu colocar a minha mala de trabalho. Após esperar mais de 15 minutos pela gerente, tive de brigar com o segurança para ser atendido. Quando ela chegou, olhou para minha bolsa e, rindo, disse que ela era muito grande para entrar no banco. Fui atendido por um gentil estagiário e ele disse que a quantia seria depositada em até 5 dias. Depois de duas semanas, liguei para a central e deram um prazo de 5 dias. Já se passaram mais de 45 dias e nada.

ELIEL CARDOSO

/ SÃO PAULO

A Caixa Econômica Federal informa que contatou o sr. Cardoso para esclarecimentos e para obter dados para o estorno. Informa que instala portas automáticas giratórias com detectores de metal em suas agências, de acordo com a Lei 7.102/83, para garantir a segurança dos clientes, nunca para criar obstáculos ou constrangimentos. Diz que deixa disponível o serviço de guarda-volumes.

O leitor avalia: Entendo a questão de segurança dos bancos e acho os procedimentos corretos. Mas não havia guarda-volumes disponível na agência. Após quase dois meses, o problema foi resolvido.

DESRESPEITO ÀS LEIS

Risco de acidente

A CET precisa tomar providências para evitar que os motoristas continuem a fazer uma conversão proibida na Avenida Mutinga, na altura do n.º 4.400, para acessar a ponte sobre a Via Anhanguera, na altura do quilômetro 15, sentido Osasco. Esses motoristas, ao final do viaduto, fazem a conversão para o sentido oposto! Outro dia, quase me envolvi num acidente por conta de um motorista irresponsável que fez essa manobra. Espero que a CET fiscalize antes que ocorra um grave acidente. O local está próximo a grandes empresas e o volume de veículos em horário de pico é enorme. O problema ocorre todos os dias. Desde que as obras de melhorias foram concluídas, não instalaram a sinalização correta, só faixas no asfalto.

CARLOS CESAR DE ALMEIDA

/ SÃO PAULO

A CET informa que realiza fiscalização diariamente no Viaduto Mutinga, localizado sobre a Rodovia Anhanguera. Diz que, entre os dias 12, 13 e 14/9, os agentes de trânsito da CET efetuaram 7 autuações de veículos executando retorno proibido ou trafegando na contramão de direção sobre o local citado. Para coibir eventuais abusos e desrespeitos ao Código de Trânsito Brasileiro e garantir a segurança de motoristas e pedestres, a companhia vai intensificar a fiscalização no local.

O leitor discorda: Não é verdade. Tanto que é um absurdo eles terem autuado 7 carros em três dias, pois eles poderiam multar esse número em uma hora!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.