Shopping da zona sul fecha as portas para evitar 'rolezinho' em SP

Cerca de 80 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) esperevam entrar no Shopping Campo Limpo

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

16 de janeiro de 2014 | 17h16

SÃO PAULO - O Shopping Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, fechou mais cedo nesta quinta-feira, 16, para evitar a realização de um 'rolezinho' marcado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).

Os portões da entrada na Avenida Carlos Caldeira Filho e da passarela de conexão com a Estação Campo Limpo, da Linha 5-Lilás do Metrô, foram fechados.

Na estação, cerca de 80 militantes do MTST estão reunidos, aguardando para ir ao shopping.

"Quem está lá dentro não está sabendo de nada. Fui sair e mandaram sair pelo estacionamento. Mas ainda tá cheio de gente comprando lá dentro", contou o estudante Allan Matheus, de 16 anos.

O shopping conseguiu uma liminar da Justiça nesta quinta impedindo a realização do 'rolezinho'. Em nota, o estabelecimento afirma que obteve a liminar "a fim de manter a segurança de clientes, lojistas e funcionários".

Mais conteúdo sobre:
rolezinhosem-tetoshopping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.