Sete são condenados por assaltos a Correios em Campinas

De acordo com o MPF, os autores dos crimes se dividiam em duplas para os assaltos, o que dificultava identificação dos envolvidos

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 de outubro de 2015 | 16h48

SOROCABA - Sete acusados de terem praticado 16 assaltos a agências dos Correios na região de Campinas, entre maio e setembro de 2014, foram condenados pela Justiça Federal, conforme sentença divulgada nesta terça-feira, 6. 

Um dos réus, Diego Henrique Freitas Soares, recebeu pena de 66 anos de reclusão. Ele e quatro envolvidos estão presos desde a Operação Caixa Alta, da Polícia Federal, em outubro do ano passado. Outros dois acusados, ainda em liberdade, tiveram as prisões preventivas decretadas.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, os autores dos crimes se dividiam em duplas para os assaltos, o que dificultava a identificação dos envolvidos. Além dos sete condenados, três adolescentes participavam do esquema. 

Em cerca de dois minutos, eles invadiam o local armados, recolhiam o dinheiro do cofre e dos guichês de atendimento, além da arma e colete do vigilante, e fugiam. Dinheiro e pertence dos clientes também eram levados. O grupo roubou pelo menos R$ 62 mil em agências de Campinas, Sumaré, Hortolândia e Elias Fausto. Os advogados dos réus podem entrar com recursos.

Tudo o que sabemos sobre:
CampinasViolênciaJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.