Servidores da Justiça decidem manter greve que já dura 43 dias

Cerca de 800 pessoas participaram da manifestação, que aconteceu em frente ao Fórum João Mendes, em SP; categoria reivindica reposição salarial de 20,16%

Julia Baptista, do estadão.com.br

09 de junho de 2010 | 18h21

SÃO PAULO - Servidores do poder judiciário de São Paulo reunidos em uma assembleia decidiram pela manutenção da greve, que já dura 43 dias. A categoria reivindica reposição salarial de 20,16%.

 

Cerca de 800 pessoas participaram da manifestação, que aconteceu em frente ao Fórum João Mendes, no centro de São Paulo, de acordo com a Polícia Militar. A Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo disse que eram esperados 6 mil servidores de todo estado.

 

A manifestação começou por volta das 14h e, segundo a polícia militar, não houve interdição de vias. A greve teve início dia 28 de abril. A próxima assembleia está marcada para a próxima quarta-feira, 16.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.