Servidores da Fundação Casa entrarão em greve amanhã

Trabalhadores pedem reajuste real do salários, respeito à data base da categoria e segurança no local de trabalho

Julia Baptista, do estadão.com.br

27 de maio de 2010 | 19h04

SÃO PAULO - Os servidores da Fundação Casa, ex-Febem, entrarão em greve a partir desta sexta-feira, 28. Os trabalhadores pedem reajuste real do salários, respeito à data base da categoria e segurança no local de trabalho.

 

Veja também:

linkJustiça obriga 80% da Fundação Casa a funcionar durante greve

 

A categoria decidiu entrar em estado de greve geral depois de uma audiência conciliatória, no Tribunal Regional do Trabalho, nesta quinta-feira entre representantes da Fundação Casa e do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo/SP (Sitraemfa). Segundo o Sitraemfa, a Fundação Casa não apresentou nenhuma proposta para os trabalhadores.

 

A partir das seis da manhã desta sexta-feira, os servidores farão piquete em frente ao Complexo Brás e depois seguirão para o Hospital das Clínica, onde doarão sangue. Segundo o sindicato, o gesto simbólico é "uma alusão ao sangue arrancado pelo Governo do Estado que suga a saúde dos trabalhadores do Estado".

Tudo o que sabemos sobre:
Fundação CasagreveFebemSitraemfa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.