Sertanejo invade a noite de sp

Ritmo, que vive uma renovação, vira moda em casas noturnas que chegam a misturá-lo com música eletrônica

Maiara Camargo, JORNAL DA TARDE, O Estadao de S.Paulo

16 Março 2010 | 00h00

Se sair para dançar música sertaneja era uma opção restrita aos fãs do estilo country, agora virou moda entre casas noturnas badaladas da capital paulista separar pelo menos uma noite por semana para as festas embaladas pelo ritmo.

O movimento, que começou com a renovação do gênero trazida pelo chamado sertanejo universitário, conquistou a atenção de baladas sofisticadas e seus frequentadores - gente moderna que passou a ver glamour no show de duplas sertanejas (algumas delas são as mesmas pessoas que no passado torciam o nariz para o gênero ou costumavam fazer críticas a cantores e compositores).

Reconhecida como reduto GLS, a The Week iniciou na primeira quarta-feira deste mês o projeto Eletronejo. A noite oferece um mix musical, com apresentação de duplas sertanejas e DJs de batida eletrônica.

O promotor da festa, Aldo Martins Ribeiro, explica que a intenção é tornar a noite semanal, dependendo da aceitação que for observada pelo público. "Fizemos a primeira edição e estamos organizando o projeto para que se torne fixo", diz.

Elite adere ao estilo. A festa da The Week segue o conceito adotado desde o ano passado pelo requintado Cafe de la Musique. Por lá, o projeto Sertanejo Chic, idealizado por Kadu Paes, Alvaro Garnero, Denis Guerin e Tom Bonnet, ocorre aos domingos e, ocasionalmente, às terças-feiras. "São shows de música sertaneja para um público elitizado", define a coordenadora de Marketing da casa, Claudia Gomes.

O ritmo caipira também é sucesso no Cânter Bar. A programação começou às terças-feiras em 2008, migrou para as sextas-feiras, e conta com duplas sertanejas e DJs, que tocam de tudo. Para o organizador da festa, Nelson Rodrigo Gonsales, o público já gostava um pouco de música sertaneja, mas ainda havia preconceito. "Essa mudança tem a ver com a criação do sertanejo universitário, mas acabou resgatando o trabalho de duplas antigas", explica.

Gonsales também é um dos criadores da novidade Sertanejo no Estádio, festa realizada no Estádio do Morumbi (o Cícero Pompeu de Toledo, sede do São Paulo Futebol Clube), aos domingos. "O público sertanejo hoje é AA. O estilo não vai sair de moda tão cedo", ressalta.

Country moderninho. O burburinho atraiu os sócios do Cabaret, que emplacaram em janeiro a sua versão moderninha da noite de caubói. "Quando fizemos a festa, achamos que talvez não tivesse o perfil da casa, mas o público tem gostado. Muitos fãs de eletrônico agora vêm no (dia de) sertanejo", explica. O diferencial do Cabaret é a presença de um locutor de rodeio, que garante a animação dos intervalos.

Além da roupagem moderna, os organizadores garantem que o sucesso das noites vem das pessoas que curtem o estilo. "Quem dita a balada é a classe feminina. Hoje, as mulheres mais bonitas frequentam o segmento country", garante Ribeiro.

Para Gonsales, a moda conquistou os antenados. "Como essas festas estão sempre cheias, quem não gostava começou a gostar", diz ele.

Outro visual. A maior diferença dessas noites universitárias para um rodeio é o figurino. Nada de visual caipira - poucos apostam, por exemplo, nas botas ou no chapéu de caubói. A produção é caprichada, com direito a salto alto, chapinha e perfume importado.

O resultado é a sedução apontada pelos que promovem os eventos. "São as baladas em que as pessoas são mais bonitas", afirma a estudante Amanda Victorino, de 20 anos.

A modelo Juliana Carvalho, de 22 anos, concorda: "Eu não gostava do som antigo, mas sigo a nova onda. Aqui, somos muito paqueradas."

Serviço

THE WEEK

RUA GUAICURUS, 134, LAPA, ZONA OESTE

TELEFONE: 3868-9944

INGRESSOS: R$ 40 (H) E R$ 20 (M)

CAFE DE LA MUSIQUE

AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK, 1.400. TELEFONE: 3079-5599

INGRESSOS: R$ 50 (H) E R$ 30 (M)

CÂNTER BAR

AVENIDA LINEU DE PAULA MACHADO, 1.263 TELEFONE: 3037-7426

INGRESSOS: R$ 60 (H) E R$ 30 (M)

SERTANEJO NO ESTÁDIO

PÇA. ROBERTO GOMES PEDROSA, S/N,

TELEFONE: 7861-1963.

INGRESSOS: R$ 40 (H) E R$ 20 (M)

CABARET

RUA QUINTANA, 765, BROOKLIN

TELEFONE: 5505-6886

INGRESSOS: R$ 20 (H) E MULHERES GRÁTIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.