Serra pedirá redução do volume de vôos em Congonhas

Governador de SP diz que vai investigar se houve homicídio culposo na tragédia da TAM

Mel Bornstein, do estadao.com.br,

18 de julho de 2007 | 18h16

O governador de São Paulo, José Serra, afirmou nesta quarta-feira, 18, que Estado pedirá ao governo federal a redução do volume de vôos no Aeroporto de Congonhas, o mais movimentado do País. "Sem dúvida, nós faremos isso. A curto prazo, tem de reduzir o tráfego... A médio prazo, tem de pensar em outros aeroportos", disse.  O governador disse também que vai investigar se houve homicídio culposo na tragédia com o avião da TAM, que resultou na morte de 190 pessoas e já e considerado o pior acidente da história da aviação brasileira.  Veja também: Lista das 186 vítimas do acidente O local do acidente Opine: o que deve ser feito com Congonhas?  Os piores desastres aéreos do BrasilA cronologia dos acidentes em Congonhas Conheça o Airbus A320Galeria de fotos Assista a vídeos feitos no local do acidente Conte o que você viu e o que você sabe   O governador continou suas críticas sobre Congonhas: "Já há muito tempo se fez a análise de que Congonhas é um aeroporto inadequado, pela sua localização".  "É um aeroporto que tem um problema estrutural, não para funcionar, mas para funcionar nesta escala", disse Serra ao citar um aumento de 40% no tráfego do local nos últimos anos, passando de 12 milhões para 18 milhões de passageiros ao ano.  Serra afirmou que veio ao aeroporto esta tarde para prestar solidariedade às famílias. O tucano deixou claro que, apesar de o sistema de aviação ser de responsabilidade do governo federal, Estado e município também se preocupam com a segurança da população e estão presentes lá para ajudar.  Sobre a reabertura da pista um dia após o acidente, Serra criticou a decisão da Anac e disse que, se dependesse dele, continuaria fechada.  O governador afirmou também que a gravação da Infraero, que mostra a tentativa de pouso do avião antes do acidente, "não permite uma análise muito rigorosa" por ser dividida em três partes. Serra aproveitou a ocasião para elogiar a atuação dos bombeiros e da equipe do IML.(Com Maurício Savarese, da Reuters)

Tudo o que sabemos sobre:
VÔO 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.