Serra parece ter influenciado decisão

Clamores pelo tombamento do Belas Artes já eram vistos em protestos contra o fechamento do cinema desde que ele foi anunciado, no dia 6. Na semana passada, bastaram três "tweets" de José Serra para a coisa tomar ares oficiais: ele disse que o tombamento viria hoje. Mais que noticiar o impossível - o tombamento de um imóvel pode demorar meses -, Serra deixou claro ter "mexido os pauzinhos" para adiantar o processo. Mesmo longe do poder, ele não deixou de se comunicar, quase diariamente, com o prefeito Gilberto Kassab (DEM), seu aliado, e alguns secretários.

Nataly Costa e Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

18 Janeiro 2011 | 00h00

Nos últimos dias, a situação do Belas Artes tem sido tema recorrente nessas conversas. Tão logo os pedidos de tombamento foram protocolados nos órgãos municipal e estadual de Proteção ao Patrimônio, o ex-governador foi informado. E escreveu no Twitter. Ficou parecendo que o tweet do ex-governador colocou, como mágica, o Belas Artes na pauta do Conpresp. Teria ele dado o pontapé inicial no tombamento? Kassab e o secretário municipal de Cultura, Carlos Augusto Calil, já demonstraram ser favoráveis ao processo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.