Serra demite delegado que ganhou 17 vezes na loteria

Luiz Ozilak, o delegado de polícia sortudo que em apenas três meses ganhou 17 vezes na loteria, foi demitido na terça-feira, 4, do cargo pelo governo do Estado de São Paulo. Ele está foragido há um ano, desde que a prisão preventiva sob as acusações de associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro foi decretada pela Justiça. A demissão de Ozilak foi decidida pelo governador José Serra, uma semana depois de o Estadão ter mostrado que os processos administrativos do então delegado se arrastavam sem conclusão.O caso que levou à exclusão de Ozilak da polícia era um dos cinco processos abertos contra ele na Corregedoria da Polícia Civil. Trata-se daquele em que ele era investigado sob a suspeita de improbidade administrativa e lavagem de dinheiro. Ozilak foi acusado de registrar o Hotel Louisville (em francês, Cidade de Luís, o que, segundo a corregedoria, é uma auto-homenagem feita pelo policial) em nome de duas mulheres usadas como laranjas. O lugar, em Juquitiba, na Grande São Paulo, foi avaliado em R$ 12 milhões. Os outros quatro processos administrativos que Ozilak responde são por concussão, associação para o tráfico, porte ilegal de arma e abandono de serviço.À Justiça, ele foi denunciado pelos promotores do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), depois que o Conselho de Controle de Atividade Financeira (Coaf) apontou que o então policial ganhara 17 vezes na loteria em 2001. Ele é ainda acusado de envolvimento com uma carga de 549 quilos de cocaína transportada no avião do sócio, que caiu no Amazonas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.