Serra defende entidade única para transporte metropolitano

Segundo o governador, para acontecer essa mudança seria necessária alteração constitucional

Elizabeth Lopes, Agência Estado

24 de setembro de 2007 | 15h07

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 24, que vai propor a criação de uma entidade própria que possa cuidar da área de transportes nas regiões metropolitanas. "A racionalização possível na região da Grande São Paulo é vastíssima; para efeito da área de transportes, não podemos ter essa fragmentação", destacou, citando o exemplo de países desenvolvidos, como a França, que uma autoridade única neste setor. Ele informou que na viagem que fez na semana passada a Paris, participou de uma reunião promovida pelo governador de Île-de-France (governo regional que cuida da região metropolitana Paris) e pôde constatar a experiência dos franceses na área de transportes, com uma autoridade local neste setor para toda a região. "Vai se criar uma autoridade de transportes única em toda região que vai ser autônoma, embora tenha participação em relação aos municípios e ao próprio governo do Estado", emendou. De acordo com o governador paulista, para que uma mudança desse tipo possa ser executada será necessária uma mudança constitucional. Por isso, ele adiantou que sua equipe irá preparar uma Emenda Constitucional a esse respeito para facultar, e não obrigar, que os Estados nas suas regiões metropolitanas possam criar essa autoridade única de transportes. "É uma grande mudança, vamos elaborar um projeto e fazer um trabalho junto ao Congresso. Se conseguir deixar isso encaminhado até o final da minha gestão (no governo paulista), já terá sido uma grande vitória". As afirmações de Serra foram feitas nesta segunda, em Guarulhos, após cerimônia de inauguração da nova Fábrica de Produtos Farmacêuticos Especiais da Fundação para o Remédio Popular (Furp). No discurso que fez no evento, o governador fez uma crítica aos opositores. Sem exemplificar, ele destacou: "Para nós não há esquizofrenia entre o que se diz numa campanha e aquilo que se faz no governo, coisa que infelizmente ainda afeta nosso País." Ainda no discurso realizado em Guarulhos, José Serra salientou que sua administração está avançando na direção daquilo que foi anunciado na campanha eleitoral. "Quero dizer que os compromissos apresentados na campanha não foram compromissos só para ganhar eleição, mas compromissos para cumprir, uma vez que assumi (o governo paulista). Nós fazemos aquilo que dissemos."

Tudo o que sabemos sobre:
transporte público

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.