Serra autoriza privatização do trecho Oeste do Rodoanel

Medida prevê a concessão do trecho de 32 quilômetros para a iniciativa privada por um período de 25 anos

Felipe Maia, da Agência Estado,

06 de agosto de 2007 | 20h30

O governador de São Paulo, José Serra, autorizou a privatização do trecho Oeste do Rodoanel Mario Covas. A medida foi publicada no último sábado no Diário Oficial do Estado e prevê a concessão do trecho de 32 quilômetros para a iniciativa privada por um período de 25 anos. A previsão é que a cobrança de pedágio seja iniciada nos primeiros meses de 2008, após escolha do vencedor do processo de licitação. Pelo projeto apresentado em dezembro do ano passado, deve ser construída uma praça de pedágio de barreira entre as rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares, com preço de cerca de R$ 5,00 para veículos de passeio, e outras 10 praças nas alças de acesso e saída das rodovias Bandeirantes, Anhangüera, Castelo Branco, Raposo Tavares e acesso Padroeira, nas quais deve ser cobrada tarifa de cerca de R$ 2,50. Com isso, o governo esperava arrecadar R$ 255 milhões a partir do segundo ano de concessão. Parte desses recursos seria utilizada nas obras do trecho Sul do Rodoanel, previstas para serem concluídas no fim de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Rodoanel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.