Ser ou não ''forem'', eis a questão!

Como se não bastasse a esculhambação da coerência na seleção e a desmoralização do entendimento em Teerã, o brasileiro desaprendeu com o noticiário a conjugar o verbo ser. Só se fala disso nas bancas de jornal: se "os que forem" condenados, ao pé da letra do projeto Ficha Limpa, indica um tempo futuro - os que vierem a ser condenados -, que diabos Duque de Caxias quis dizer na Guerra do Paraguai com "sigam-me os que forem brasileiros"?

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2010 | 00h00

Pela lógica interpretativa que andam fazendo da lei contra os fichas-sujas, o certo seria "sigam-me os que tenham sido brasileiros". Ou ainda, como diz o pessoal do telemarketing, "os que estejam sendo" brasileiros ou condenados, tanto faz!

Deixando de lado o português safado - ô, língua! -, o importante é guardar o nome do autor da emenda que, na troca de "os que tenham sido" por "os que forem", livrou da inelegibilidade o Maluf e quem mais tiver condenação anterior à promulgação da lei. Francisco Dornelles é aquele senador do PP do Rio cortejado por Dilma Rousseff e José Serra como aliado-chave nas eleições presidenciais. Um homem público, enfim, à frente do seu tempo verbal! Melhor tê-lo a favor do que contra, né, não?

Não rotundo

De Aécio Neves, chegando de viagem, sem saber mais o que dizer para sepultar a ideia de sua pré-candidatura à vice-presidência: "Não quero ser só mais uma carinha bonita na chapa do Serra!"

Se bem que...

O risco de Francisco Dornelles vir a ser vice na chapa de José Serra pode ser o argumento que faltava para Aécio Neves reconsiderar a possibilidade de uma composição puro-sangue com o ex-governador de SP.

Todos juntos, vamos...

Dilma Rousseff vem tendo aulas de futebol para não cometer gafes na Copa. Ainda não sabe o que é Josué, mas tem ainda três semanas para descobrir!

Inacreditável.com

Corre na internet um vírus oculto no link da notícia "Diretor de escola estrupa (sic) aluna na diretoria", enviada por e-mail. O usuário da rede de computadores que abre o arquivo, cá pra nós, merece!

Rumo ao hexa

Corre de vento em popa no Twitter uma grande convocação de torcedores brasileiros para o embarque de Fátima Bernardes para a África do Sul. Aliste-se!

Efeito "Passione"

O brasileiro está de novo com aquela estranha sensação de que sabe falar italiano fluentemente. Desde a novela Terra Nostra, em 1999, isso não acontecia no horário nobre.

Império da inutilidade

A vitória do Flamengo no Chile foi como a do Lula no Irã: não serviu para absolutamente nada!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.