Seqüestro termina em tiroteio e morte na Marginal do Pinheiros

Seqüestradores são perseguidos e atiram contra policiais; um dos bandidos morre e o outro está foragido

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

31 de julho de 2007 | 04h39

Um tiroteio na Marginal do Pinheiros às 20h30 de segunda-feira, 30, na região do Morumbi, zona sul da capital paulista, terminou com um bandido morto e uma vítima de seqüestro relâmpago libertada por policiais militares.   Meia hora antes, a vítima, um programador de 28 anos, havia sido abordada por dois criminosos em frente à casa da namorada, na Rua Guaraiúva, no Brooklin, bairro vizinho. Ao abrir a janela, a garota viu dois homens entrando no CrossFox cinza do rapaz e ligou para a Polícia.   No cruzamento entre as avenidas Chucri Zaidan e Morumbi, o veículo foi localizado e teve início a perseguição, que só terminou na pista local da marginal, sentido Interlagos, após a Ponte do Morumbi. No local, os bandidos ficaram retidos no trânsito e resolveram abandonar o carro.   Um dos assaltantes armado com um revólver teria atirado contra os policiais e, no revide, foi baleado. Segundo os policiais, Adriano Santana dos Santos, de 29 anos, morreu a caminho do pronto-socorro municipal do Campo Limpo. O outro bandido, desarmado, escapou e segue foragido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.