Sequestro relâmpago em SP termina com um morto e dois presos

Familiares estranharam ausência de mulher e acionaram PM; após perseguição na Raposo, suspeitos bateram carro e iniciaram tiroteio

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

05 de maio de 2015 | 08h59

SÃO PAULO - Um sequestro relâmpago na região do Morumbi, na zona sul da capital paulista, acabou com um criminoso morto e dois suspeitos presos pela Polícia Militar na noite desta segunda-feira, 4. A vítima, uma mulher, chegava em casa quando foi abordado por três assaltantes. Ela foi posta deitada no banco de trás do veículo e ficou em poder dos ladrões por cerca de uma hora.

Familiares estranharam a ausência da mulher ao encontrarem o portão de casa aberto. Desconfiados, resolveram ligar para a PM. Por volta das 20h40, os policiais conseguiram localizar o carro que havia sido roubado: ele circulava na Rodovia Raposo Tavares, onde a vítima era ameaçada pelos sequestradores.

Durante a perseguição, os criminosos perderam o controle da direção e bateram contra um muro. De acordo com a PM, um dos assaltantes desceu e atirou contra os agentes. Ele acabou atingido na troca de tiros e morreu no local. O outro suspeito foi preso, segundo a corporação, sem nenhum ferimento.

Um dos bandidos, no entanto, já não estava no carro. Ele havia seguido para um shopping center com o cartão de crédito da mulher para fazer compras e sacar dinheiro. Os policiais também conseguiram localizá-lo e prendê-lo. Com ele, foram recuperados roupas e sapatos, adquiridos com o dinheiro da vítima, além do cartão e de notas sacadas em um caixa eletrônico. O valor não foi informado pela PM.

Uma pistola calibre 7,65 mm, usada no crime, também foi apreendida pelos policiais. O caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloViolênciaMorumbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.