Sepetiba segue Guanabara, e população vai cair

Com a maior população de botos-cinza da América Latina, a Baía de Sepetiba segue os passos da Baía de Guanabara. A área tem recebido grandes empreendimentos, como o Porto de Itaguaí, além de uma siderúrgica na zona oeste do Rio.

O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2014 | 02h04

O coordenador do Instituto Boto Cinza, Leonardo Flach, afirma que, desde 2010, o número de animais mortos cresce acima de 2% da população e a disponibilidade de alimentos caiu. "Estudos mostram que a população de Sepetiba vai começar a baixar, como aconteceu na Guanabara."

A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) informou que estuda fazer um zoneamento ecológico e econômico costeiro na tentativa de conciliar turismo, atividades produtivas e hábitat. /T.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.