Senador protege programas, diz MEC

BRASÍLIA - Procurado pela reportagem, o Ministério da Educação defendeu o parecer de José Pimentel, argumentando que o novo texto permite que sejam considerados programas "vitais, que promovem a inclusão", como o Ciência sem Fronteiras, o ProUni, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Fundo de Financiamento Estudantil(Fies). Em nota, o MEC afirmou que o PNE é considerado prioritário para o governo.

Rafael Moraes Moura, O Estado de S. Paulo

13 Maio 2013 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.