Senado e STF reveem lei seca

Há cerca de um mês, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou o recurso de um motorista indiciado por dirigir bêbado que, na prática, questionava a legalidade da lei. A decisão foi de que a lei é válida. Há uma semana, foi a vez de o Senado tentar garantir a eficiência da lei. Uma nova lei seca, mais severa para os infratores, foi aprovada. Mas o texto ainda será analisado na Câmara dos Deputados.

O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2011 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.