Senado aprova maior proteção para juízes

O Senado aprovou ontem projeto de lei que permite a juízes de crimes praticados por organizações criminosas formar um colegiado para definir as sentenças. O texto, que deve voltar à Câmara dos Deputados, quer evitar que um único juiz fique em evidência. Casos recentes de morte de magistrados justificam a proposta, que ainda permite porte de arma a membros da segurança de tribunais, fóruns e do Ministério Público - desde que feita requisição ao Conselho Nacional de Justiça ou ao Conselho Nacional do Ministério Público. Carros usados por juízes e promotores poderão ter ainda, temporariamente, placas que não os identifique.

O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.