Semáforos voltam a funcionar e lentidão ainda é grande em SP

Segundo a CET, o trânsito ficou complicado por conta dos semáforos apagados na zona sul da cidade

Paulo R. Zulino e Solange Spigliatti, estadao.com.br

04 de março de 2008 | 11h29

O trânsito melhorou um pouco em São Paulo em relação ao congestionamento recorde verificado às 9h30 desta terça-feira, 4, mas ainda está bastante carregado. Às 11 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrada 139 quilômetros de lentidão em toda a cidade, índice muito alto para o horário. Segundo a empresa, o problema foi agravado pela falta de energia elétrica que atingiu a cidade, durante a manhã.   Veja também:   Veja os pontos de lentidão em São Paulo Apagão elétrico atinge 690 mil casas em São Paulo   Segundo a CET, o trânsito ficou complicado por conta dos semáforos apagados, principalmente nos corredores e vias arteriais, como a Avenida Radial Leste, Rua da Consolação, Avenida Rebouças, Avenida Doutor Arnaldo, Avenida Morumbi, Avenida Bandeirantes, Avenida Paulista, Avenida Brigadeiro Faria Lima, Avenida Jornalista Roberto Marinho, Avenida Ricardo Jafet, Avenida Salim Farah Maluf e Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello.   Para tentar amenizar o problema, técnicos da CET ficaram posicionados nos cruzamentos onde os semáforos com problemas, operacionalizando e mantendo as condições de segurança e fluidez no trânsito do local até a normalidade do trânsito.   Os piores trechos enfrentados eram localizados nas marginais. Na Marginal do Tietê, há 11 quilômetros de morosidade, no sentido Lapa/Penha, tanto na via expressa como na pista local, desde a Rodovia Castello Branco até a Rua Brás Eliza Alves de Carvalho. Na Marginal do Pinheiros, o tráfego ruim ocorre, no sentido Jaguaré/Santo Amaro, pista expressa, entre a Rodovia Castello Branco e a Ponte Cidade Jardim, num total de 9,3 quilômetros.   No final da manhã, houve um choque entre dois ônibus, na Rua Benedito Fernandes, no sentido Centro/bairro, em Guarapiranga, zona sul da capital paulista. As primeiras informações são de que cinco pessoas ficaram feridas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.