Diego Zanchetta/Estadão
Diego Zanchetta/Estadão

Sem-teto pressionam pela votação do Plano Diretor em São Paulo

Cerca de 3 mil manifestantes prometem ficar acampados no Viaduto Jacareí até aprovação do texto

Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo

29 Abril 2014 | 17h06

SÃO PAULO- Um grupo de manifestantes faz pressão na tarde desta terça-feira, 29, pela votação do Plano Diretor de São Paulo, prevista para ocorrer até a meia-noite. Barrados na entrada do Palácio Anchieta, a sede da Câmara Municipal no centro de São Paulo, cerca de 3 mil sem-teto prometem ficar acampados no Viaduto Jacareí até os vereadores votarem o texto.

Grupos de várias ocupações da capital bloqueiam neste momento as duas pistas do viaduto Maria Paula, o que causa caos no trânsito de todo o centro.

Do lado de dentro, cerca de 200 manifestantes que conseguiram entrar nas galerias do plenário, onde ocorre a votação do Plano Diretor, pressionam os vereadores. Mas Milton Leite (DEM) está obrigando neste momento o vereador Paulo Fiorilo (PT) a ler todo o relatório do substitutivo, com mais de 700 páginas.

Comissão. Na quarta-feira, 23, com pressão de 2 mil pessoas ligadas a movimentos de moradia popular, a Comissão de Política Urbana da Câmara Municipal aprovou o texto substitutivo do Plano Diretor Estratégico de São Paulo, que define regras para a expansão urbana.

Antes da votação, houve confusão na entrada do prédio. Um grupo de manifestantes tentou invadir o local e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) precisou usar spray de pimenta para conter a invasão.

Mais conteúdo sobre:
Plano Diretor

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.