Sem-teto invadem área de aeroporto de Manaus

Durou menos de 8 horas a invasão, ontem, da área próxima à cabeceira da pista do Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, por 150 sem-teto. À tarde, a Polícia Federal convenceu invasores a sair, alegando ameaça aos voos. "Explicamos que os restos de comida deixados por eles poderiam atrair urubus que são capazes até de derrubar um avião", disse o delegado Rafael de Bona. Um dos líderes da invasão disse que o aeroporto foi escolhido para chamar a atenção de autoridades "que sempre passam por ali".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.