Sem-teto fazem paródia de Lepo Lepo durante protesto em Itaquera

'Copa do Mundo no Brasil me revolta. Não quero Copa, Copa, Copa, Copa no Brasil, eu quero teto', dizia parte da letra; manifestação fez parte de série de atos simultâneos em São Paulo

Laura Maia de Castro, O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 17h57

SÃO PAULO - Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) cantaram uma paródia da música Lepo Lepo durante ato em Itaquera, na zona leste da cidade, na manhã desta quinta-feira, 15. Após a queima de cerca de 20 pneus na Radial Leste, próximo ao estádio Arena Corinthians, o grupo cantou músicas com o tema da moradia. Entre elas, estava uma versão da canção mais tocada no verão, da banda Psirico.

"Eu não tenho casa, eu sou sem-teto. Copa do Mundo no Brasil me revolta. Não quero Copa, Copa, Copa, Copa no Brasil, eu quero teto. Tarifa zero, saúde e educação, salário justo, sem esquecer da habitação", dizia parte da letra.

A manifestação, que fez parte de um grupo de atos simultâneos que aconteceram na cidade, foi pacífica. O único momento de tensão foi quando os manifestantes iniciaram o incêndio dos pneus e um policial militar tentou impedi-los. O tumulto foi rapidamente controlado e o protesto continuou acompanhado pela Força Tática, que estava no local com pelo menos sete viaturas.

O próximo ato já está marcado para a quinta-feira, 22, mas o local ainda não foi decidido pelo MTST. Diferente dos últimos protestos, a manifestação da próxima quinta-feira deve ser amplamente divulgada desde a segunda-feira, 19. "Vai ser um ato mais público. Com o objetivo de incorporar outros setores. Nós vamos divulgar com antecedência os pontos de saída e chegada, diferente dos anteriores", disse um dos coordenadores do movimento, Guilherme Boulous.

O local dos atos que aconteceram na capital nesta quinta-feira só foi divulgado por volta das 8h30 da manhã, quando as interdições já estavam em curso.

Mais conteúdo sobre:
MTST Lepo Lepo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.