Prefeitura de São Paulo/Divulgação
Prefeitura de São Paulo/Divulgação

Sem impressão de boletos de julho, Fazenda prorroga prazo para pagamento de IPTU

Problema na impressão foi atribuído a 'questões operacionais'; segunda via pode ser obtida pelo site da Prefeitura e pagamento pode ser feito por meio do número do contribuinte

O Estado de S.Paulo

11 Julho 2017 | 18h15
Atualizado 11 Julho 2017 | 20h41

SÃO PAULO - A Secretaria Municipal da Fazenda de São Paulo prorrogou o prazo para pagamento da parcela de julho relativa ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para o dia 31, sem cobranças adicionais. Isso ocorreu em razão de problemas na impressão dos boletos por “questões operacionais”. Para efetuar o pagamento, contribuintes terão de imprimir a segunda via do documento na internet, pelo site www.prefeitura.sp.gov.br/iptu (na aba emissão de segunda via) ou realizar o pagamento diretamente na rede bancária conveniada, usando o número do contribuinte (SQL). O número pode ser obtido em uma praça de atendimento da Secretaria mediante apresentação de documentos como o título de propriedade, o RG e o CPF – e com agendamento prévio. “Os contribuintes que anteriormente aderiram ao débito automático não serão afetados, sendo debitados normalmente na data de vencimento original”, informou em nota a secretaria.

De acordo com a Prefeitura, Banco do Brasil, Bradesco, Banco Itaú/Unibanco, Caixa Econômica Federal, Santander e Safra permitem que o contribuinte efetue o pagamento sem a necessidade de apresentar a segunda via, “podendo realizar o procedimento utilizando o seu SQL nos terminais de autoatendimento, como caixas eletrônicos ou internet banking, por exemplo”.

Desde o começo do ano, a Prefeitura alerta os cidadãos contra golpes aplicados com boletos falso de cobrança do imposto. “O suposto documento, com cores e logotipos iguais ao da Prefeitura de São Paulo, vem como correspondência para o contribuinte, que, sem duvidar a princípio, realiza o pagamento normalmente e só passa a descobrir que foi vítima de um golpe quando recebe comunicados oficiais, alertando para débitos em aberto com o Município”, diz a secretaria.

Dica. Para evitar o golpe, a pasta recomenda a análise cautelosa do documento, acionando os canais da Prefeitura em caso de dúvidas ou emitindo segunda via pelo site. 

Mais conteúdo sobre:
IPTUSÃO PAULO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.