Divulgação/Fraternidade São Francisco
Divulgação/Fraternidade São Francisco

Segundo frade morre por coronavírus em comunidade católica de Jaci

Franciscano Mário Lúcio, de 54 anos, foi a óbito na noite de segunda-feira, 25. Frei Bruno, que também fez parte da mesma Fraternidade, morreu no último dia 9

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2020 | 12h35

SOROCABA – O frade franciscano Mário Lúcio da Rocha Andrade, de 54 anos, morreu no fim da noite desta segunda-feira, 25, vítima do novo coronavírus, no Hospital de Base, de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Ele atuava na Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, que desenvolve projetos de assistência em saúde para populações em situação de vulnerabilidade, em Jaci, cidade da região. É o segundo religioso franciscano vítima da covid-19 na instituição. No último dia 9, a doença causou a morte de Frei Bruno, nome religioso do frade Paulo Fernando de Campos Meneses, de 36 anos.

Conforme a coordenadoria de saúde de Jaci, o frade Mário Lúcio testou positivo para o novo coronavírus no dia 26 de abril, quando outros frades, inclusive Frei Bruno, também pegaram a doença. Diabético e cardiopata, ele passou a apresentar sintomas graves e foi internado no Hospital de Base de Rio Preto. Há 15 dias, o paciente apresentou melhora e chegou a ser retirado da entubação, mas o quadro piorou. O óbito foi registrado às 22 horas de segunda-feira. Na manhã desta terça, 26, o corpo foi enterrado no cemitério municipal de Jaci. Devido ao protocolo de covid-19, apenas dez frades puderam acompanhar o sepultamento.

De acordo com a associação, frei Mário Lúcio era um postulante e ainda aguardava a ordenação sacerdotal. Ele ficou doente quando um surto de coronavírus atingiu a Casa do Cireneu, entidade que acolhe moradores de rua. No total, cerca de 20 frades e 31 assistidos testaram positivo para a doença. Segundo a associação, os demais frades e os moradores de rua cumpriram quarentena e estão recuperados. Os dois frades faziam parte de um grupo de mais de 100 franciscanos que atuam em obras sociais da Fraternidade, espalhadas por seis estados brasileiros, com filial em Portugal e missões no Haiti.

A diocese de São José do Rio Preto divulgou nota pedindo orações. “Rezemos pelo seu descanso eterno, pela sua família e pelos membros da Fraternidade, que perdem seu segundo membro para o coronavírus.” O bispo d. Tomé Ferreira da Silva prestou homenagem ao frade. “Descanso eterno ao Mário Lúcio, postulante da Fraternidade São Francisco na Providência de Deus, vítima da covid-19. Deus console os membros da Fraternidade e os familiares. Rezemos.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.