Secretário silencia e proíbe delegado e comandante de falar

O secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, preferiu manter o silêncio depois do anúncio dos dados de criminalidade. Ele não falou e não autorizou que o comandante-geral da Polícia Militar, Benedito Roberto Meira, e o delegado-geral da Polícia Civil, Maurício Blazek, falassem para explicar os números.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.