Secretário Saulo de Castro Abreu reconhece quadrilha que o fez refém

No último dia 7, bandidos entraram na casa, fizeram família refém e levaram pertencentes

Pedro da Rocha, Central de Notícias

23 Fevereiro 2011 | 20h30

SÃO PAULO - O secretário de Logística e Transportes, Saulo de Castro Abreu, reconheceu, no Serviço de Investigações Gerais da Polícia Civil (SIG) oeste, a quadrilha que invadiu sua casa no último dia 7, e fizeram o secretário e sua família reféns enquanto efetuavam um roubo.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) os criminosos foram transferidos para o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). A SSP não soube informar quantas pessoas fazem parte da quadrilha ou em que circunstâncias foram presos.

 

A invasão aconteceu na noite do dia, 7. Os homens abordaram a mulher e a filha de Saulo, que chegavam em casa, e forçaram a entrada. Eles permaneceram no local por 90 minutos e levaram computadores, joias, dinheiro e um carro.

Mais conteúdo sobre:
violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.