Secretário-executivo da Abimaq morre no acidente do vôo 3054

Engenheiro mecânico presidia o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Indústria de Máquinas

Paula Puliti, da Agência Estado,

19 de julho de 2007 | 01h04

O secretário-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Demétrio Travessa, de 46 anos, é uma das vítimas fatais do vôo 3054 da TAM.   Veja também: Separado da família, advogado vê explosão Empresário paulistano competiu na S. Silvestre Morte de 4 da mesma família comove Birigüi Empresário queria abrir empresa em Angola Passageiro antecipa vôo e morre em acidente Irmãs queriam assistir a filme de Harry Potter Amazonense filho único vinha de curso no RS   Travessa era funcionário da instituição havia 22 anos e, atualmente, presidia o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Indústria de Máquinas da Abimaq.   A Abimaq lamentou em comunicado a perda do secretário-executivo. Ele entrou na Associação como estagiário há 22 anos.   Segundo a associação, Travessa contribuiu para a criação do Núcleo de Patenteamento, que funciona em caráter permanente na entidade. Engenheiro mecânico formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Demétrio deixa a viúva Circe Maria Travessa. O casal não tinha filhos.

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.