Rafael Arbex/ ESTADAO
Rafael Arbex/ ESTADAO

Secretário diz que licitação de ônibus deve ser lançada neste mês

Edital, que está atrasado, vai organizar o transporte por ônibus na capital pelos próximos 20 anos e tem custo estimado em R$ 140 bi

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

14 de setembro de 2015 | 20h18

SÃO PAULO - A licitação que vai organizar o sistema de ônibus na cidade de São Paulo e está atrasada tem nova data para ser lançada. O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, disse nesta segunda-feira, 18, que a Prefeitura pretende lançar até o fim de setembro o edital de licitação. Segundo Tatto, é possível concluir a licitação ainda na gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) se não houver questionamentos.

"Quero ver se termino agora no mês de setembro. Sob o ponto de vista do calendário, um processo de licitação você consegue terminar em dois ou quatro meses. Vamos ver o que vai acontecer, se vai ter questionamento", disse.  A licitação vai organizar o sistema de ônibus na capital pelos próximos 20 anos e tem custo total estimado em R$ 140 bilhões, de acordo com a Prefeitura.

No dia 11 de agosto, após reivindicação de entidades civis, a Prefeitura anunciou a prorrogação por 20 dias do prazo para consulta pública do edital da concessão de transporte coletivo da capital, que havia expirado. Terminou no dia 31 de agosto o período de consulta. 

ONGs e institutos de defesa do consumidor, saúde, mobilidade urbana e meio ambiente haviam protocolado uma carta na semana passada solicitando mais tempo para sugestões da sociedade. Pelo cálculo das organizações, para dar conta do volume de informação das 5 mil páginas do edital, seria preciso ler uma página a cada dois minutos diariamente, por 8 horas ininterruptas, durante os 22 dias úteis do prazo de consulta pública.

A licitação determina que serão escolhidas as empresas que pedirem menor preço de repasse por passageiro. Em cada um dos lotes, há um preço máximo que a Prefeitura está disposta a pagar (varia de R$ 1,73 a R$ 3,57, de acordo com o lote de atuação).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.