Secretário deve mandar Mizael para quartel

O advogado Mizael Bispo de Souza, de 42 anos, deve ser transferido para uma cela do Regimento de Cavalaria 9 de Julho caso sua defesa peça hoje ao Supremo Tribunal Federal (STF) sua libertação sob a alegação de que falta sala de estado-maior em São Paulo, onde ele possa aguardar preso por seu julgamento.

O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2012 | 03h02

Ele é acusado de matar em 2010 a ex-namorada Mércia Nakashima. Ela desapareceu em maio e seu corpo foi achado em julho daquele ano. A decisão de mandar Mizael para uma sala no regimento foi tomada pelo secretário da Segurança, Antonio Ferreira Pinto. Ele usou o mesmo procedimento quando um advogado ligado ao Primeiro Comando da Capital pediu à Justiça a aplicação do Estatuto da Advocacia, que prevê esse benefício.

"Se ele (Mizael, que é ex-PM) pedir a sala de estado-maior, nós vamos transferi-lo do Presídio Militar Romão Gomes, onde ele está, para o regimento", disse o secretário. A defesa de Mizael vai enviar hoje o pedido ao STF. Segundo o advogado Samir Haddad Júnior, que defende Mizael, na ausência da sala de estado-maior, seu cliente deve aguardar o julgamento em prisão domiciliar. / MARCELO GODOY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.