Secretário de Kassab será conselheiro de petista

Chefe da atual pasta do Desenvolvimento Urbano e amigo de Haddad, Bucalem é visto como 'conhecedor da cidade'

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2012 | 02h04

O prefeito eleito Fernando Haddad (PT) confirmou o primeiro nome da gestão Gilberto Kassab (PSD) que vai manter em seu governo: Miguel Bucalem, atual secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e responsável por lançar alguns dos projetos mais polêmicos dos últimos anos, como a construção de um túnel de 2,4 km entre a Marginal do Pinheiros e a Rodovia dos Imigrantes e a entrega da proposta de revitalização da cracolândia, conhecida como Nova Luz, à iniciativa privada.

Companheiro de classe de Kassab na Escola Politécnica da USP e amigo de Haddad, o engenheiro civil é indicação de seu futuro sucessor, Fernando de Mello Franco. A ideia agradou a Haddad, que considera Bucalem um conhecedor da cidade. A permanência dele ainda facilitará a continuidade de alguns projetos já iniciados.

O Estado apurou que Bucalem deve ocupar uma cadeira no conselho da SP Urbanismo e receber R$ 6 mil por mês. O trabalho não tomará todo o seu tempo, já que o futuro ex-secretário pretende dar aulas na Poli.

A SP Urbanismo é responsável pelo desenvolvimento das operações urbanas, com destaque para a Lapa-Brás, anunciada em maio de 2010. Na proposta de revitalização da região central, cogita-se aterrar os trilhos da CPTM para viabilizar a derrubada do Minhocão.

À frente da secretaria, Bucalem desenvolveu os projetos das Operações Urbanas Verde-Jacu e Água Branca, ambas em andamento. Mas, por enquanto, sua gestão é marcada por propostas que não saíram do papel e custaram milhões em consultorias. A principal delas é a revitalização da cracolândia, que ainda não foi transformada em edital. / A.F., D.Z. e BRUNO PAES MANSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.