Secretaria vai investigar racismo em restaurante

A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania instaurou processo para apurar suposto caso de discriminação racial sofrida por um garoto negro de 6 anos, retirado de um restaurante na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. A criança etíope teria sido confundida com um pedinte por um funcionário do local. O caso aconteceu no dia 30 de dezembro. Se comprovado o crime, o estabelecimento pode ser multado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.