Secretária estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania deixa o cargo

Eloisa de Souza Arruda ficou quatro anos à frente da pasta; ela afirma que pretende voltar a atuar no Ministério Público de SP

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

15 Dezembro 2014 | 19h27

SÃO PAULO - Há quatro anos à frente da pasta, a secretária estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eloisa de Sousa Arruda, vai deixar o cargo na próxima sexta-feira, 19. "Encerro minha missão. Foi um pedido meu ao governador (Geraldo Alckmin) e sou muito grata pela oportunidade que me deu", afirmou a secretária na manhã desta segunda-feira, 15. 

Procuradora da Justiça, a secretária afirma que pretende voltar a atuar no Ministério Público de São Paulo. "Foi só uma disposição de retornar para minha instituição. Nada fora da normalidade", disse após ter sido perguntada sobre o que teria motivado sua saída.

O pedido foi aceito pelo governador Geraldo Alckmin que afirmou ainda ter o nome do substituto para assumir o comando da Secretaria da Justiça. "Dra. Eloísa fez um grande trabalho, fomos felizes na escolha", comentou o governador.

Questionada sobre os desafios que devem ser enfrentados pelo próximo secretário, Eloisa Arruda disse que é necessário continuar o trabalho voltado para as "populações mais vulneráveis". "São os imigrantes, as pessoas em situação de dependência química, a população negra, a população indígena."

Mais conteúdo sobre:
Geraldo AlckminSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.