Secretaria desmente presidente de conselho

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente não comentou expressamente as declarações feitas pelos integrantes do Cades, mas contrariou a informação passada pelo presidente do conselho de que não há fiscalização suficiente. Em nota, a pasta informou que só concede licença para um empreendimento quando há provas de que houve o replantio do número de mudas exigido pela administração.

/ D.Z. e R. B., O Estado de S.Paulo

01 de janeiro de 2012 | 03h02

"No caso das compensações ambientais, técnicos da Secretaria acompanham o plantio e vão a campo conferir se o manejo estabelecido e a compensação ambiental foram cumpridos. A execução do plantio compensatório, que deverá ser feita até o final das obras, contempla exemplares nativos, visando recompor nossa biodiversidade", informou a nota da secretaria.

Segundo a pasta, caso haja problemas com os exemplares, o interessado é obrigado a fazer reposição por até 2 anos após o plantio, tempo que varia de acordo com o porte da espécie. "A empresa só recebe o Termo de Recebimento definitivo quando técnicos comprovam o cumprimento da totalidade da compensação", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.