São Sebastião quer 3 trechos da Rio-Santos

São Sebastião quer municipalizar três trechos da rodovia SP-55, a Rio-Santos, e transformá-los em perímetro urbano. O principal motivo, segundo o secretário de Segurança Urbana, Dias Filho, é evitar que a Polícia Rodoviária Estadual continue multando veículos estacionados no acostamento da rodovia.

JOÃO CARLOS DE FARIA , ESPECIAL PARA O ESTADO , O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2012 | 03h02

A doação foi pedida pelo prefeito Ernani Primazzi, em reunião com o secretário estadual de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto. "A discussão é antiga, pois a legislação estadual já preconiza que em áreas de grande concentração urbana a administração seja da prefeitura. Nós é que fazemos manutenção."

Os trechos reivindicados somam 19 km - 16km do bairro São Francisco ao Balneário dos Trabalhadores, 1,5 km em Maresias e mais 1,5 km em Boiçucanga. E a doação depende de aprovação da Assembleia Legislativa e da Câmara.

As reclamações de multas se intensificaram a partir de novembro. Segundo usuários, em Boiçucanga placas permitem estacionamento em alguns pontos, induzindo motoristas ao erro. Para comerciantes, a ação afasta os turistas da praia.

O tenente Flávio Ponciano, da Polícia Rodoviária, disse que autuações serão "suavizadas" e policiais vão orientar motoristas sobre a proibição. "Não queremos prejudicar a população", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.