DIVULGACAO
DIVULGACAO

São Roque pede devolução de R$ 2,9 mi por 'trem fantasma'

Locomotivas e vagões que ligariam a cidade a Mairinque só circularam pelos trilhos uma única vez, no lançamento do projeto

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

09 Junho 2015 | 20h06

SOROCABA - A prefeitura de São Roque, interior de São Paulo, entrou com ação na Justiça contra o ex-prefeito Efaneu Nolasco Godinho (PSDB) pedindo a devolução de R$ 2,9 milhões pelos gastos com um trem turístico que nunca circulou. O ex-prefeito adquiriu em 2009 duas locomotivas do tipo maria-fumaça e três vagões para um roteiro de doze quilômetros entre a cidade e a vizinha Mairinque.

As locomotivas e os vagões rodaram pelos trilhos apenas uma vez, no lançamento do projeto, em 2012. Por falta de acerto com a America Latina Logística (ALL), concessionária da linha férrea, o projeto não decolou. O comboio foi recolhido à estação de Mairinque e a população passou a se referir ao projeto como o 'trem fantasma'.

A prefeitura considerou a compra inadequada, pois não havia certeza de que o projeto pudesse ser executado, o que teria violado o princípio da eficiência. Ainda segundo o município, a aquisição das locomotivas e dos vagões resultou em um gasto sem utilidade, com prejuízo para os cofres públicos. A prefeitura pede que, além de ser devolvido o valor gasto, o ex-prefeito seja compelido a pagar multa de até duas vezes o valor do dano.

O ex-prefeito informou que vai contestar a ação. Ele alega que o projeto do trem turístico era viável, mas foi abandonado pelo seu sucessor, o atual prefeito Daniel Costa (PMDB), por questão política.

Mais conteúdo sobre:
São Roque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.