DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

São Paulo tem a madrugada mais fria do ano, com 2,6ºC; temperatura deve aumentar ao longo da semana

Mínima absoluta foi registrada nas regiões de Parelheiros e Engenheiro Marsilac; a média mínima da capital foi de 9,5ºC

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2021 | 10h43

SÃO PAULO - A cidade de São Paulo registrou a madrugada mais fria do ano nesta terça-feira, 25, com mínima absoluta de 2,6°C nas regiões de Parelheiros e Engenheiro Marsilac, no extremo sul da capital paulista. A média mínima da capital foi de 9,5ºC, segundo informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura.

O meteorologista da CGE Michael Pantera, em entrevista à Rádio Eldorado, informou que a temperatura foi mais baixa do que a registrada ontem, quando a média mínima ficou em 11,6ºC. “Pelos dados da Prefeitura, tivemos uma madrugada bem fria e recorde até o momento”, afirmou. Ao longo do dia, a predominância é de sol, com máxima chegando aos 22°C. Já os percentuais de umidade têm declínio, ficando abaixo dos 30% à tarde, sem previsão de chuva. 

A tendência para os próximos dias, no entanto, é que as temperaturas comecem a se elevar gradativamente. A quarta-feira, 26, ainda deve ter uma madrugada fria, com média mínima de 11ºC na cidade e máxima de 23ºC, com possibilidade de chuva no final do dia. No decorrer da semana, a previsão é que os termômetros marquem temperaturas mais altas, com mínima de 13ºC e máxima de 24ºC na quinta-feira, 27. 

Ainda assim, a projeção é de que, com a entrada do inverno, a cidade enfrente outras madrugadas frias pelo menos até agosto. De acordo com o meteorologista, o quadro está associado à chegada de frentes frias e massas de ar polar, que devem aconte alternadas com temperaturas mais altas. “Em princípio, não podemos dizer ainda que vai ser um inverno rigoroso, mas teremos, sim, ondas de frio intenso, alternadas com períodos de tempo seco, sol e temperatura em elevação”. 

Ainda segundo ele, 2020 teve um início de outono mais frio do que o inverno. Em comparação com o ano passado, em 27 e 28 de maio de 2020, a média mínima da cidade de São Paulo foi de 8,7ºC, isto é, com dias mais frios do que os registrados até agora. “Como a tendência é de que as temperaturas subam na semana, em princípio, podemos dizer que maio de 2020 foi mais frio que este ano”, disse .

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.