São Paulo tem 7 baleados e 3 mortos durante a madrugada

Uma criança de três anos foi atingida por um tiro na zona leste da capital

Cecília Leite, O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2012 | 09h38

Atualizado às 12h30 para correções

 

SÃO PAULO - Sete pessoas foram baleadas e três, mortas, entre a noite do último sábado, 1, e a madrugada deste domingo, 2, na cidade de São Paulo. Dentre elas, uma criança de três anos foi atingida por um tiro no Jardim Belém, na zona leste da capital.

Quatro pessoas foram baleadas, entre elas a criança, na zona leste, por volta das 21h30 do último sábado. A PM foi acionada e as primeiras informações correspondiam a uma ocorrência na rua Abel Tavares, na região de Ermelino Matarazzo. Quando chegaram no local, os policiais encontraram dois homens, uma mulher e o filho dela baleados. A mãe e a criança estavam dentro de um carro. Os homens foram atendidos no pronto-socorro do hospital Planalto. A mulher e a criança foram socorridas pelo Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba. O caso foi registrado no 63º Distrito Policial, na Vila Jacuí.

Outras três pessoas foram baleadas na rua Cairu, no bairro Cantinho do Céu, na zona sul. Segundo a PM, três vítimas foram atendidas, mas uma morreu.

Na zona oeste, um policial militar reformado foi morto a tiros em frente a um bar localizado na Rua Jacinto de Morais. Apontado como sub tenente da reserva - ele se envolveu em uma briga e foi baleado. Depois da confusão, ele foi levado para o pronto-socorro do Hospital Bandeirantes, mas morreu. Segundo a PM, um menor foi apreendido, um homem preso e um terceiro suspeito fugiu levando a arma de um dos policiais que atendeu o caso. A ocorrência foi registrada no 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi.

Dois assaltantes atacaram um policial na madrugada deste domingo enquanto ele trocava o pneu do carro na rodovia Ayrton Senna. Ele teria reagido e disparou contra os criminosos. Um deles morreu no local e o outro foi socorrido pelo pronto-socorro do Hospital Bandeirantes.

 

Visualizar Onda de violência em um mapa maior

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaSão PauloPMmortescriança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.