Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

SP registra 40 semáforos apagados e 107 árvores caídas após chuva

Temporal nesta quinta-feira causou a morte de duas pessoas; bairros das zonas oeste e norte da capital paulista são os mais afetados

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2016 | 08h39

SÃO PAULO - A capital paulista ainda sofre nesta sexta-feira, 21, com os estragos causados pela chuva que caiu na tarde de quinta-feira, 20. Bairros das zonas norte e oeste de São Paulo estão há mais de 12 horas sem energia elétrica. Parte dessas incidências se deve a quedas de árvores sobre fiações elétricas. 

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) confirmou que, até as 7 horas desta sexta-feira, cerca de 40 semáforos não funcionavam na cidade, principalmente nos bairros de Pinheiros, Perdizes, Lapa e Butantã, na zona oeste, e Freguesia do Ó, na zona norte. De acordo com a CET, este número representa 0,7% dos semáforos de toda a cidade. 

Até o mesmo horário, o Corpo de Bombeiros havia atendido a 107 chamados por árvores atingidas. A queda de uma árvore sobre uma moto, na Brasilândia nesta quinta, deixou um homem e uma mulher feridos. 

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CBE) informou que as chuvas sobre a zona oeste representaram 23% do esperado para todo o mês na região. No Butantã, foram observados 46,8 mm de precipitação, contrastando com a média de apenas 8,3 mm em toda a cidade nesta quinta. 

Os bombeiros registraram duas mortes por causa da chuva. Um homem morreu ao ser atingido por fios elétricos, na Lapa, por volta das 17 horas desta quinta. Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Sorocabana, mas não resistiu. Também na Lapa, outro homem se afogou no alagamento da passagem subterrânea Toca da Onça. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.