São Paulo registra queda de granizo em sete pontos da cidade

Treino do Corinthians chegou a ser interrompido; tempo não deve mudar nos próximos dias

O Estado de S. Paulo

10 de janeiro de 2014 | 18h42

Atualizado às 20h49

SÃO PAULO - A cidade de São Paulo permaneceu em estado de atenção para alagamentos por duas horas no fim da tarde desta sexta-feira, 10. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o radar meteorológico indicava às 18h precipitação forte na zona Leste, principalmente entre os bairros de Mooca, Penha, Aricanduva/Vila formosa, Vila Prudente e parte de Itaquera.

Moradores relataram queda de granizo em Vila Carrão, Tatuapé, Artur Alvim/Jd. Esperança, Jaguaré, Santo Amaro, Interlagos, Brooklin e nas cidades de Osasco e Taboão da Serra. O treino do Corinthians chegou a ser interrompido por causa do granizo.

O acúmulo de água provocou a queda de uma parte do teto de vidro da lanchonete da Faculdade de Física, USP, na Cidade Universitária, zona oeste. Em período de férias, ninguém se machucou, segundo a assessoria da universidade.

Cinco pontos de alagamento foram registrados, sendo um intransitável, nas zonas leste e sul. Às 19h, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) identificava nove árvores caídas, além de 57 semáforos apagados ou em amarelo intermitente.

Previsão. O tempo não muda muito nos próximos dias. São esperados dias quentes, ensolarados e com pancadas de chuva no final das tardes, de acordo com o CGE. No sábado a máxima chega aos 33ºC com risco de temporais localizados no fim da tarde.

No domingo, a passagem de uma frente fria pelo litoral paulista aumenta a quantidade de nuvens, mas a temperatura pode chegar aos 31ºC. A frente fria, mesmo fraca, provoca instabilidades sobre a região da Grande São Paulo, que terá possibilidade de chuvas entre a tarde e o início da noite.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaalagamentoestado de atenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.