Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

São Paulo registra novo caso suspeito de Coronavírus

Estado possui dois pacientes monitorados sob isolamento domiciliar e outros 20 casos descartados

Pedro Prata, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2020 | 17h01

SÃO PAULO - A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo registrou neste sábado, 15, um novo caso suspeito de Coronavírus. O homem, que mora na capital, tem histórico de viagem à China e apresentou os sintomas da doença.

O Estado possui dois casos suspeitos de contaminação pelo COVID-19 - nome oficial que a Organização Mundial da Saúde deu ao vírus. O segundo caso foi registrado em Campinas na sexta.

Outros 20 casos já foram descartados no Estado.

O Brasil não possui nenhum caso confirmado de Coronavírus. Os dados oficiais estão sendo registrados pelos municípios em um sistema de notificação do Ministério da Saúde.

Amostras biológicas das vias aéreas dos pacientes de casos suspeitos são colhidas pelo hospital onde foram atendidos e enviadas para análise no Instituto Adolfo Lutz.

O resultado dos exames é encaminhado de volta ao município que é o responsável por notificar o descarte ou confirmação do caso.

“As equipes seguem atentas para realizar respostas rápidas e efetivas quando necessário”, falou a diretora da Vigilância Epidemiológica de São Paulo, Helena Sato.

Os dois casos considerados suspeitos estão em isolamento domiciliar. Seus familiares são orientados a usar máscaras, higienizar as mãos e não compartilhar objetos de uso pessoal com os pacientes em potencial.

Saiba como se prevenir

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
  • Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.