Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

São Paulo registra dois latrocínios e um homicídio no domingo

Um soldado e um dentista morreram após tentativa de roubo de seus veículos; terceira vítima foi apedrejada

Daniela do Canto, Central de Notícias

20 de julho de 2009 | 05h46

Em um intervalo de quatro horas da noite de domingo, 19, a Polícia registrou pelo dois latrocínios (roubos seguidos de morte) e um homicídio.

 

O primeiro crime aconteceu por volta das 19h50 na Vila Mirante, região de Pirituba, zona oeste. O soldado do Exército Alex Carlos do Prado Silva, de 21 anos, foi assassinado por bandidos que roubaram a sua moto, uma Honda CBX 250. Segundo a polícia, Silva estava à paisana parado em frente a uma padaria quando foi atacado pelos criminosos, que o balearam e fugiram levando a moto. O soldado chegou a ser socorrido ao Pronto-Socorro de Pirituba, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado no 33º Distrito Policial (Pirituba).

 

O segundo latrocínio foi registrado pouco antes das 20h30, no bairro da Aclimação, na região central de São Paulo. O dentista Fred Chua, de 28 anos, foi assassinado durante uma suposta tentativa de assalto. Ele estava acompanhado de sua namorada, de 27 anos, dentro de um Toyota Corolla preto, quando foi abordado por um criminoso. Os namorados conversavam dentro do carro, que estava estacionado, quando um homem chegou a pé. Ele bateu com o cano de uma arma de fogo no vidro do veículo e ordenou que o casal descesse. Quando Chua saiu do carro, o bandido pediu a chave do Corolla. A vítima respondeu que a chave estava no contato.

 

A namorada do dentista contou à polícia que, no momento em que descia do veículo, ouviu dois disparos. Em seguida, o criminoso fugiu a pé. Um dos tiros disparados atravessou o braço de Chua e atingiu o coração. Ele chegou a ser socorrido pela Polícia Militar (PM) ao Pronto-Socorro do Hospital Vergueiro, mas morreu em seguida. Ainda não se sabe o motivo pelo qual o dentista foi baleado. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial, da Aclimação.

 

Homicídio

 

Carlos Alberto dos Santos, de 53 anos, foi morto a pedradas em frente a sua casa, na Vila São Benedito, região de Cidade Dutra, na zona sul. A agressão aconteceu por volta das 23h50. Vizinhos socorreram Santos ao Hospital do Grajaú, mas ele não resistiu aos ferimentos. Ainda não se sabe a motivação do crime, registrado no 48º Distrito Policial, de Cidade Dutra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.