FELIPE RAU/ESTADAO
FELIPE RAU/ESTADAO

Extremo sul de SP registra -2,3ºC, temperatura mais baixa dos últimos 17 anos na cidade

Temperatura medida em Engenheiro Marsilac é a menor já registrada na capital paulista pelo Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2021 | 10h29
Atualizado 20 de julho de 2021 | 15h09

Esta terça-feira, 20, começou gelada em São Paulo, que registrou a menor temperatura absoluta em 17 anos. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), às 7h os termômetros marcaram -2,3ºC em Engenheiro Marsilac, no extremo sul. Já a média da cidade foi de 5,4ºC.

O CGE possui 32 estações meterologócias espalhadas por toda a capital. A temperatura registrada nesta manhã em Engenheiro Marsilac foi a menor já detectada nessas estações desde 2004. No mesmo período, o termômetro só tinha ficado abaixo de zero em São Paulo no dia 13 de junho, quando a temperatura chegou a -0,6ºC em Capela do Socorro. Não há dados sobre os anos anteriores. 

A temperatura mínima média, que é calculada com base nas estações, não bateu recorde nesta terça. O valor mínimo registrado considerando a cidade inteira foi 3,5ºC em 13 junho de 2016. Nesta terça, o valor mais baixo foi de 5,4ºC.

Para o restante do dia, a previsão do CGE é de céu claro com poucas nuvens. O ar frio e seco de origem polar vai manter a sensação de frio. A temperatura máxima não deve passar dos 28ºC e a umidade relativa do ar pode chegar aos 20% em algumas regiões da capital paulista.

Nos próximos dias as madrugadas devem permanecer geladas, com potencial para formação de geada entre a madrugada e o amanhecer. principalmente nas regiões mais afastadas do centro expandido e nos municípios vizinhos da Capital. As tardes devem registrar baixos índices de umidade do ar.

Na madrugada de quarta-feira os termômetros devem ficar em torno dos 7°C. No decorrer do dia o predomínio será de sol entre poucas nuvens, o que ameniza um pouco a sensação de frio. A máxima atinge os 22°C enquanto os percentuais mínimos de umidade do ar se mantêm ao redor dos 30%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.