São Paulo Reclama

COBRANÇA INDEVIDA DE LINHA TELEFÔNICA

, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2011 | 00h00

Como evitar fraudes?

Recebi uma notificação extrajudicial da Telefônica sobre uma dívida em nome do meu pai referente a três contas não pagas do período de novembro de 2004 a janeiro de 2005, num total de R$ 199,51. Entrei em contato com o SAC da empresa e soube se tratar de uma linha que nunca tivemos conhecimento, instalada numa rua em que nunca residimos. A Telefônica informou que a cobrança deveria ser paga, senão meu pai teria o nome inserido no cadastro da Serasa. Li na Coluna um caso em que o leitor passou por um caso semelhante ao meu. Como a empresa pode criar linhas, sem verificar a legitimidade dos documentos?

SO MIN FEI / SÃO PAULO

A Telefônica informa que adota uma série de procedimentos para evitar a habilitação indevida de linhas. Explica que o caso citado foi solucionado, sem ônus financeiro para o cliente. Trata-se de um caso específico e a empresa vai analisá-lo mais detidamente para eventuais providências no aprimoramento dos mecanismos para evitar esse tipo de problema. Acrescenta que a empresa lamenta e pede desculpas pelos transtornos causados ao cliente. Ressalta ainda que, em todos os casos, se as irregularidades são constatadas, a situação é resolvida sem ônus financeiro ao assinante. Salienta que a empresa também repassa às autoridades todas as informações que possam contribuir para evitar esse tipo de ocorrência.

O leitor comenta: A empresa entrou em contato em 29/8, porém não me deu uma resposta satisfatória. Segundo ela, não houve irregularidades na contratação da linha e os débitos que já paguei serão mantidos. Vou entrar com processo no Procon.

LIXO

Abandono da cidade

Há uma quantidade considerável de lixo no talude lindeiro à Favela do Morumbi, onde foi erguido um Cingapura - na Avenida das Nações Unidas (altura do 12 mil). A extensão de lixo é tamanha que até um cigarro poderá ocasionar uma tragédia material e humana de enormes proporções. Como sempre, só depois do desastre virá a consciência da impossibilidade de reparação do mal evitável.

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA / SÃO PAULO

PEDESTRES

Perigo nas calçadas

A Prefeitura multará os motoristas que não derem preferência ao pedestre na faixa destinada a eles. E os skatistas e ciclistas que andam pelas calçadas pelo menos serão advertidos? Na Avenida Paulista, eles põem em risco a integridade física dos transeuntes e há quem use esses meios para furtar. A maioria das calçadas está esburacada e suja e quem não recolhe os dejeto do seu cão não é nem incomodado pela Guarda Civil Metropolitana (GCM), quando esta é encontrada nas ruas.

MARIA CECÍLIA N. HOMEM / SÃO PAULO

A CET explica que o Programa de Proteção ao Pedestre tem a meta de reduzir o número de vítimas fatais de acidentes de trânsito em São Paulo com uma ampla campanha educativa, reforçando a fiscalização e adotando ações de engenharia de tráfego. O respeito à faixa de segurança é primordial para diminuir os atropelamentos. A mudança de atitude é um processo contínuo.

A Polícia Militar e a Secretaria da Coordenação das Subprefeituras não responderam.

A leitora critica: É um contrassenso só cuidar do pedestre na faixa, se ele não tem nenhuma proteção na calçada.

ALPHAVILLE

Mau cheiro todos os dias

Solicito a ajuda do Estadão para resolver um problema crônico em Alphaville. Moro no residencial 4 há 5 meses. Diariamente, tenho dores de cabeça e meus filhos sempre estão doentes, com problemas de garganta, sinusite e rinite. Meus gastos com remédio triplicou, por causa do mau cheiro do rio. Às noites o forte odor chega a causar náuseas. Os moradores praticamente não comentam, talvez com medo de mostrar que aqui não é um lugar tão bom assim para morar. Estamos acabando com a nossa saúde em troca de um pouco de segurança e de paz que não tínhamos em São Paulo. É um descaso das autoridades.

VAL BERNINI / SANTANA DE PARNAÍBA

A Cetesb não respondeu.

A leitora diz: O problema é crônico, principalmente nos residenciais que pertencem ao município de Santana de Parnaíba, onde podemos ver a espuma contaminada do rio e onde o mau cheiro é insuportável. Depois de mudar para Alphaville, nunca mais minha família teve saúde respiratória adequada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.