São Paulo Reclama

VALET EM FRENTE A UMA PLACA DE PROIBIDO PARAR

, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2011 | 00h00

Teatro desrespeita a lei

Moro na região da Paulista e sempre passo em frente ao Teatro Comedians, na Rua Augusta. Além de os funcionários colocarem o lixo na rua em horários proibidos, a casa instalou um serviço de valet em frente à placa "Proibido Estacionar", recebendo os visitantes como se não houvesse nenhuma proibição. O trânsito da Rua Augusta chega a parar por três quadras. Onde estão os agentes da CET e os fiscais da Prefeitura?

ELIEL CARDOSO / SÃO PAULO

A CET informou que autuou 266 veículos por irregularidades de estacionamento/parada na Rua Augusta, no trecho entre a Avenida Paulista e a Rua Martins Fontes, nos últimos 3 meses. Diz que as fiscalizações vão continuar de forma rigorosa e que entrou em contato com a Subprefeitura Sé sobre o serviço de manobristas oferecido, para que os fiscais verifiquem sua regularidade.

O Comedians Club responde que foi contratada uma empresa especializada de coleta de lixo e já está tudo resolvido.

A Pare Car Estacionamentos responde que a referida placa é de "Proibido Estacionar" e não de "Proibido Parar e Desembarcar". Diz que tem um grande número de funcionários para que não haja demora na retirada e devolução dos carros. Informa que há um espaço ao lado da casa para que o material de trabalho não atrapalhe o passeio.

O leitor comenta: Pouco vejo de fiscalização. Creio que multas não vão levar a nada. Um valet em frente a uma placa de proibido estacionar deveria ser banido imediatamente após a CET e a Prefeitura terem tomado conhecimento disso.

TAM FIDELIDADE

Para Milão, 360 mil pontos

Sou cliente fidelidade da TAM há muitos anos. Tive de aguardar o prazo de seis meses que a companhia pede para agendar uma viagem para Milão, em setembro, usando os meus pontos. Em 28/3 liguei para a TAM e um operador informou que, naquele momento, as passagens com pontos estavam indisponíveis, mas a qualquer hora poderiam ser liberadas. Tentei mais 5 vezes, sem sucesso. Em 3/5 entrei no site da TAM e descobri que preciso de 360 mil pontos para adquirir passagens de ida e volta para Milão na classe executiva. Isso equivale a R$ 360 mil, pois cada ponto corresponde a R$ 1. Tenho 265 mil pontos que não posso usar, pois é mais fácil ganhar na loteria do que acertar o dia e o horário para obter as passagens.

CARMEN CECÍLIA J. G. GUTTILLA / SÃO PAULO

A TAM responde que entrou em contato com a sra. Carmen para esclarecer que, para voos internacionais de longo curso (Estados Unidos e Europa), havia uma limitação de oferta de assentos para emissão de passagens com pontos TAM Fidelidade e que, dependendo da época do ano e da demanda, os lugares para esse tipo de emissão e a oferta de promoções variavam muito. Para um voo com demanda aquecida em alta temporada ou num feriado nacional as tarifas promocionais e as cotas para utilização de pontos acabavam sendo oferecidas em menor número. Por tudo isso, a companhia criou as classes irrestritas (que exigem uma pontuação superior), em que é possível emitir um bilhete com pontos em qualquer voo e época do ano, desde que haja lugares disponíveis para reserva. A lógica é a mesma para as tarifas pagantes (quanto mais aquecida a demanda, menos disponibilidade de promoções). Recomenda que a leitora verifique a possibilidade de viajar em outras datas ou consulte a central de vendas da TAM periodicamente, caso não encontre um voo na data desejada.

A leitora diz: Terei de comprar as passagens. Estou tentando há 3 meses sem sucesso e vou viajar com o meu marido, que não pode mudar a data.

DESRESPEITO

Trânsito complicado

Na Rua Amaro Guerra, na Chácara Santo Antônio, passam várias linhas de ônibus, coletivos e fretados. O problema é que eles não conseguem virar à direita na Rua Américo Brasiliense, sentido marginal, porque os carros que trafegam nessa mesma rua, sentido Av. Santo Amaro, param no farol muito próximos ao cruzamento. Veículos invadem a faixa de pedestres - atrapalhando a travessia - ou passam o farol vermelho, parando o trânsito na Rua Amaro Guerra. Para piorar, muitos carros estacionam na esquina - dificultando ainda mais a manobra que os motoristas de ônibus têm de fazer nessa curva. Já reclamei várias vezes à CET, mas nada foi feito.

PAULO AMARO M. DE PINHO / SÃO PAULO

A CET não respondeu.

O leitor comenta: O problema não foi solucionado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.