São Paulo Reclama

SAÚDE EM RISCO

, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2011 | 00h00

Medicamento em faltam

Sou portadora de esclerose múltipla, uma doença do sistema nervoso central rara e sem cura. Para manter o controle dessa enfermidade, preciso tomar um medicamento chamado Betainterferona, que retiro na Farmácia de Alto Custo (farmácia do governo estadual que distribui gratuitamente remédios de alto custo a pacientes cadastrados e portadores de determinadas doenças) do Glicério ou Várzea do Carmo. Esse medicamento é de uso semanal, custa R$ 5.500, e está em falta desde 15/3. Estou sem tomá-lo, pois não tenho condições de gastar esse dinheiro. Aliás, poucas pessoas têm condições de comprar um medicamento tão caro. A falta desse remédio pode causar danos irreversíveis, como cegueira ou paralisia. Se isso ocorrer comigo, quem será o responsável? Fui informada de que a farmácia fez o pedido do medicamento, mas o governo não o comprou. O descaso com a saúde pública está mais do que evidente. Esse assunto precisa ser abordado pela população, para que haja alguma atitude séria dos governantes para que esse tipo de problema não ocorra mais.

BÁRBARA DE SIQUEIRA LÉ / SÃO PAULO

A Secretaria de Estado da Saúde informa que o Ministério da Saúde, responsável pela compra de Betainterferona 30 mcg, atrasou a entrega do medicamento para São Paulo. Esclarece que o produto está disponível para retirada desde 7/4. Acrescenta que a leitora sra. Bárbara já foi informada.

A leitora comenta: Informo que o medicamento chegou à farmácia em 8/4. De qualquer maneira, fiquei uma semana sem tomá-lo.

TRANSPORTE PÚBLICO

Horários desrespeitados

Sou usuária da Linha 427, Guarulhos-Paulista, da Viação Internorte. Apesar de essa empresa aumentar o valor da passagem (R$ 6,70) acima da inflação, ela não investe no aumento de sua frota e ainda alterou o horário da linha citada sem avisar os passageiros. De acordo com o site da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (Emtu), os horários da linha, a partir das 18 horas, são: 18h20, 18h40, 19h05, 19h30, 19h50, 20h10, 20h35, 21 horas, 21h30, 22 horas, 22h35 e 23h25. Entretanto, a concessionária mudou a frequência das partidas para cada 1 hora a partir das 19h30. Fiz uma reclamação à Ouvidoria da Emtu e ainda aguardo retorno.

MARINA SILVEIRA ALMENDRO / GUARULHOS

A EMTU/SP informa que fez uma fiscalização sigilosa, em 5/4, no ponto inicial, sentido Guarulhos, no horário de pico da tarde e constatou que duas partidas programadas não foram cumpridas pela concessionária, que foi multada. Esclarece que o cálculo do reajuste da tarifa leva em conta a evolução dos custos do transporte coletivo nos 12 meses anteriores, incluindo material rodante (veículos) e mão de obra. Responde que, nos últimos 4 anos, foram incluídos 419 ônibus zero-quilômetro nas frotas intermunicipais que operam em 4 áreas de concessão da região metropolitana de São Paulo.

A leitora desabafa: O problema ainda não foi solucionado. Será que a Emtu aplicou efetivamente a multa mencionada?

FAÇA VOCÊ MESMO

SKY não retira antena

Fui assinante da SKY e, embora tenha pedido há mais de um ano a retirada da antena, que está no muro de divisa com o vizinho, ainda não fui atendido.

EDUARDO JANUZZI / SÃO PAULO

A SKY informa que um funcionário da empresa entrou em contato com o sr. Januzzi, em 14/4, para informá-lo de que o parceiro técnico da SKY entrará em contato para agendar a retirada da antena.

O leitor diz: O técnico que entrou em contato sugeriu que eu mesmo retirasse a antena. Reclamei e ele disse que o serviço será feito até o dia 24/4.

SITE COM PROBLEMAS

Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal (CEF) pode me explicar por que seu site nunca funciona direito? Não aceito mais a desculpa de que são "problemas técnicos pontuais", pois fico dias sem poder acessar a conta.

MARCUS COLTRO / SÃO PAULO

A CEF esclarece que o Internet Banking Caixa está disponível para acesso e realização de transações. Para entendimento da situação específica, indica a sua Central de Atendimento no telefone 0800 726 0104.

O leitor observa: Esta é uma resposta-padrão. Entrar em contato com quem, se o problema é no funcionamento (ou falta de) do site?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.